Verax Consultoria > Projetos > Temas > Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico

No nosso ponto de vista o planejamento estratégico é um dos temas mais mal entendidos nas empresas. A grande maioria das empresas e dos livros mais amplamente disponíveis sobre o assunto são baseados em conceitos criados há mais de 20 anos e que possuem uma série de lacunas.

Sempre que se fala de planejamento estratégico, duas das primeiras coisas frenquentemente lembradas são os frameworks das Forças de Porter e a análise SWOT (Strengths, Weakenesses, Opportunities, and Threats). Também as usamos na Verax, mas esse tipo de análise é o passo zero do planejamento estratégico e não o seu ponto alto.

Entendemos que haja uma série de pontos obscuros porque há muitos interesses envolvidos.

Talvez o maior beneficiário do planejamento estratégico sejam as próprias consultorias de gestão, e por serem formadores de opinião, não podem discutir o assunto com muita clareza e franqueza. O fluxo de novas idéias (coopetição, do inglês coopetition, teoria dos jogos, balanced scorecard, business on-demand, etc.) é contínuo e o argumento é que as novas idéias são sempre muito melhores do que havia anteriormente.

Embora não seja muito interessante do ponto de vista comercial, nós não assumimos a hipótese de o quanto mais novo melhor, mas sim de que quanto mais impacto a ser gerado para o caso em questão, melhor.

É improvável oferecer respostas corretas ou criar estratégias de sucesso em um curto período de tempo.

Por isso, antes de oferecer recomendações, estudamos profundamente a situação de nossos clientes, inclusive o ambiente no qual ele está inserido.

Nosso comportamento está associado ao desejo que temos de que nossas recomendações tragam contribuições de verdade, para que formemos um relacionamento de longo prazo com nossos clientes.

Conheça algumas das nossas idéias a respeito de planejamento estratégico.


Quem deve definir a estratégia?

Não há dúvidas de que quem deve formular a estratégia é quem vai utilizá-la e quem tem conhecimento para tal.

Esqueça aquela estória de contratar uma grande consultoria e acreditar que eles podem formular uma boa estratégia corporativa ou de unidades de negócios.

Normalmente esses formuladores externos não implementam a estratégia e existem diversos motivos para tal.

Primeiro, a estratégia formulada muito raramente funciona simplesmente porque quando for implementada, já estará desatualizada. Segundo, é frequente a ausência de "química" entre o "executivo implementador" e o "formulador" estratégico.

Sempre que as recomendações fazem muito sentido, houve uma grande participação do executor na sua formulação.

O terceiro ponto é o custo do serviço. Como a implementação é demorada pois faz parte das atividades diárias do executivo, a contratação de um externo à organização para esse tipo de atividade é muito custosa.

E o quarto ponto, para finalizar, é a falta de autoridade do consultor para realmente fazer as coisas acontecerem. O consultor não tem poderes de contratar, promover, ou demitir, e sem esses poderes fica difícil fazer as coisas acontecerem.

Mas como nós da Verax podemos ajudar a sua empresa?

Acreditamos que nosso posicionamento seja de facilitadores do processo. Temos experiência em diversos processos de criação estratégica, que levaram a bons e maus resultados.

Grandes consultorias de gestão nos ofereceram e oferecem uma ampla gama de exemplos de como não fazer o planejamento estratégico; os exemplos positivos das mesmas fontes, juntamente com nosso interesse de oferecer algo que realmente faça a diferença criaram nossa percepção sobre o assunto.

Sempre temos em mente que o que importa são os resultados gerados, e não a estratégia. O planejamento estratégico só é bom na medida em que ele ajude a gerar resultados, e nada além disso.

Acreditamos que nossa ajuda seja proveniente de diversos pontos, dentre os quais:
  • Oferecimento de uma grande gama de ferramentas poderosas que servem tanto para se refletir acerca das estratégias como para utilizálas quando a estratégia for colocada em prática;
  • Estímulo para criação estratégica nos vários níveis da organização e montagem de um corpo coeso de planos e ações a serem implementados. Atuamos mais como catalisadores de interesses do que como prescritores de estratégia;
  • Uso de uma ampla gama de recomendações baseadas não só em fatos (como muitos dos nossos concorrentes gostam de divulgar), mas também em experiências, percepções, intuição, forças políticas internas à empresa e toda a sorte de mecanismos que dispusermos;
  • Criação de mecanismos para que a formulação estratégica seja uma atividade incorporada no dia a dia dos executivos e gerentes que usam as estratégias em benefício da empresa. Não só o planejamento estratégico deveria ajudar a implementação, mas também a implementação permite que aprendamos e que novas estratégias sejam formuladas.

Apoio regular para secretariar o conselho de administração de uma empresa de telefonia fixa

Apoio estratégico regular secretariando o conselho de administração de uma das maiores empresas brasileiras de telecomunicações e avaliando diversas oportunidades de desenvolvimento de negócios.

Boa parte do trabalho se focou em facilitar o processo de relacionamento e controle de desempenho entre acionistas, conselho de administração e CEO.

Modelo técnico, econômico e financeiro de um complexo agroindustrial

Ajudamos nosso cliente a avaliar a real lucratividade de um investimento no setor de agribusiness no estado de São Paulo.

Avaliamos questões macroeconômicas e suas tendências, aspectos técnicos da implantação do complexo e aspectos financeiros como a lucratividade esperada e o valor para cada uma das unidades de negócio consideradas.

Análise da dinâmica da indústria de construção naval e criação de uma estratégia

O estudo avaliou a dinâmica da indústria de construção naval em diversas dimensões como produtos e projetos, processos construtivos, mercados, regulamentação, cadeia de suprimentos, competidores, compradores de navios, influência dos governos, investimentos requeridos, capacitação da mão de obra, aprendizado e competências de gestão.

O resultado foi um entendimento profundo da indústria e dos principais entraves ao desenvolvimento do setor de construção naval brasileiro.

Avaliação de opções logísticas e definição de melhor sistema de escoamento

Avaliamos diversas alternativas de escoamento de produtos considerando várias opções logísticas como transporte rodoviário, ferroviário, dutoviário e hidroviário, sob diversos pontos de vista como custo, risco operacional, investimentos necessários e disponibilidade de infra-estrutura.

Elencamos as opções e sugerimos as melhores alternativas para o cliente.

Consolidação de estratégias para a indústria de construção naval em âmbito nacional

Fomos contratados por uma agência governamental para consolidar diversos estudos e estratégias sugeridas por várias entidades da área de construção naval como governo, armadores e construtores.

O estudo contemplou questões de navipeças, tecnologia, qualificação da mão de obra, mercado, tributação e financiamento associados à construção naval.

Plano de negócios para criar uma empresa de logística

Fomos contratados para ajudar o cliente a desenvolver um plano de negócios para o escoamento de mais de 4 milhões de m³ de etanol.

Avaliamos alternativas de transporte rodoviário, ferroviário, dutoviário e hidroviário com o intuito de criar uma empresa com vantagem significativa em custos comparativamente aos players existentes no mercado.

Avaliamos diversas opções existentes em termos financeiros, legais, investimentos, riscos, competidores, habilidades internas, etc. O cliente optou pelo uso do transporte dutoviário (além de planos de contingência) em um empreendimento da ordem de 1 bilhão de dólares. O plano está em fase de implantação atualmente.

Definição e mapeamento de processos e estratégias de exportação

Contribuímos com nosso cliente para definir processos e estratégias de exportação, incluindo estrutura societária e criação de empresa em paraíso fiscal, fluxos físicos, financeiros, contábeis, administrativos e fiscais para operações originadas no Brasil e no exterior em diversas modalidades incoterms como CIF e FOB.

Avaliação comparativa da competitividade de terminais de contêineres públicos e privados

Desenvolvemos um estudo acerca da criação de valor em dois terminais de contêineres diferentes: um arrendado e um privativo.

O objetivo do trabalho foi verificar se existem grandes assimetrias entre as modalidades de investimento que possam gerar uma concorrência desequilibrada entre os dois sistemas.

Efeito de novo decreto do setor nos investimentos

Ajudamos nosso cliente a entender a dinâmica do mercado e a política brasileira referente a criação de um novo decreto, incluindo as implicações possíveis para seus investimentos no Brasil.

Workshop para melhorar entendimento do segmento offshore

Preparamos um workshop para nosso cliente com o intuito de atualizá-lo acerca das últimas tendências e perspectivas para os mercados de construção naval, navegação com OSV e bases de apoio marítimas.

Seu objetivo era avaliar a atratividade de se fazer um investimento no setor.

Pólo Logístico Multimodal: estratégia geral e plano de negócios

Ajudamos o cliente a desenvolver o conceito de um pólo logístico multimodal, considerando os modais ferroviário, rodoviário e marítimo.

Avaliamos o perfil e necessidade dos clientes, vocação da região em termos de atração de cargas, concorrentes, potenciais ameaças, investimentos governamentais, desenvolvimento urbano da região e tendência dos empreendimentos logísticos.

Além disso, avaliamos os investimentos necessários, desenvolvemos a malha logística conectando diversas empresas que operam e vão operar na região, e sugerimos um plano de implantação e uma estratégia de desenvolvimento do empreendimento.

Análise de viabilidade para expansão dos berços

Pelo crescimento do tamanho dos navios, o cliente desejava expandir seus berços e para isso precisava oferecer um estudo às autoridades governamentais de que tal adequação seria fundamental para a manutenção da competitividade da empresa.

Além do documento do estudo em si, ajudamos nosso cliente tanto na estruturação da lógica geral da argumentação como na discussão com as autoridades.

Perspectivas de ampliação dos negócios de O&G no estado de São Paulo e pré-avaliação de áreas potenciais

O Governo do estado de São Paulo nos contratou para ajudá-los a entender as perspectivas do segmento de Óleo e Gás para o estado. O intuito do projeto foi fornecer subsídios ao Planejamento Ambiental Estratégico das atividades Portuárias, Industriais, Navais e Offshore no Litoral Paulista (PINO).

Avaliamos principalmente 3 áreas: construção naval, terminais portuários e bases de apoio offshore.

Para cada uma das 3 áreas, consideramos demanda, oferta, perspectivas, áreas potenciais para instalação e sugestão de um empreendimento-tipo. O trabalho foi concluído com recomendações para o Estado de São Paulo desenvolver a área de O&G.

Estudo técnico, econômico-financeiro e mercadológico de novo complexo portuário no Porto de Santos (Barnabé-Bagres)

O principal objeto do trabalho foi a elaboração de estudo técnico relativo a análises financeiras, econômicas, mercadológicas e operacionais em terminais portuários, que servirão de base para a análise econômico-financeira de projetos semelhantes relacionados à implantação de novo complexo portuário no Porto de Santos.

Além de informações secundárias obtidas de diversas fontes, o estudo contou com entrevistas com diversos participantes de empreendimentos envolvidos com a questão portuária.

Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto de Santos

O principal objeto do estudo foram os serviços de desenvolvimento, elaboração e entrega do projeto composto pelo PDZ do Porto de Santos.

O PDZ tem a função de caracterizar e definir diretrizes de planejamento e desenvolvimento futuro do porto em itens como instalações, acessos, áreas, cargas, navios, meio ambiente, gestão portuária, tecnologias, utilidades (energia, saneamento, etc.), interface com municípios e contratos entre outros.

Busca-se, com isso, comunicar as comunidades envolvidas e sociedade os planos da Autoridade Portuária, e por consequência do porto, para a ocupação e desenvolvimento futuro.

Estudo de Viabilidade Técnico-Econômica para a concessão de um porto na Região Nordeste

Os clientes, já grandes arrendatários e potenciais interessados na operação do Porto, manifestaram desejo de propor a sua concessão à iniciativa privada, tornando-se ao mesmo tempo operadores e administradores do Porto organizado.

Na falta de um marco regulatório estabelecido para este tipo de outorga, o estudo baseou-se nas diretrizes existentes para o caso de arrendamentos portuários, alinhando-se às autoridades.

Planejamento estratégico e plano de negócios para quatro unidades de negócios do segmento offshore

Ajudamos nosso cliente a fazer o planejamento estratégico e o plano de negócios para quatro diferentes unidades de negócios: meio ambiente, navegação, fluidos e logística. Em meio ambiente o foco foram os resíduos industriais e de plataformas, ao passo que em navegação o foco foi em embarcações de apoio marítimo.

O foco em fluidos são fluidos de exploração e produção, e em logística foi bases de apoio offshore e armazenagem e operação de suprimentos à atividade de produção de petróleo. Criamos planos de negócios completos para cada uma das áreas.

Análise e avaliação da organização institucional e da eficiência de gestão do setor portuário brasileiro

Fomos contratados pelo BNDES, juntamente com outras 3 empresas em um formato de consórcio, para executar um projeto relacionado com a organização institucional e com a eficiência do setor portuário no Brasil. O trabalho focou-se principalmente em duas vertentes.

A primeira avaliando o desenvolvimento da oferta e da demanda, considerando as capacidades de quase a totalidade dos terminais operando no Brasil, a demanda por movimentação, as expectativas de novos investimentos e os gargalos esperados para o sistema, tanto em termos portuários como em termos logísticos mais abrangentes contemplando transporte rodoviário, ferroviário e dutoviário.

A segunda vertente do trabalho relacionou-se com a sugestão de um novo marco regulatório, com a organização institucional e com a eficiência da gestão portuária, incluindo temas como autoridades portuárias, casos internacionais e processos no setor hidroviário e portuário.

Em todas as frentes de trabalho foram feitas recomendações principalmente ao Governo Federal.

Estratégia de crescimento para um fabricante de fertilizantes

Na indústria de fertilizantes, com importações crescendo, com preços caindo e com forte instabilidade da taxa de câmbio no Brasil, criamos uma estratégia visando a rápida implantação e a maximização de valor ao acionista.

Estabelecimento das bases de crescimento do terminal de contêineres do porto

Com base em diversas metodologias, o projeto apresentou se encarregou de definir estratégias de crescimento rentável para o terminal de containeres englobando o a análise do ambiente competitivo, as alternativas estratégicas e o plano de implementação.